Percepção de profissionais de saúde sobre adesão e não adesão ao tratamento antiretroviral com pacientes portadores de hiv/aids

Metadatas

Date

2017

type
Language
Identifiers

Cite this document

Sant’Ana Honorato Eduardo Jorge et al., « Percepção de profissionais de saúde sobre adesão e não adesão ao tratamento antiretroviral com pacientes portadores de hiv/aids », Dialnet - Artículos de revista, ID : 10670/1.hs47a6


Metrics


Share / Export

Abstract 0

Para identificar a percepção dos profissionais de saúde sobre adesão e não adesão ao tratamento antirretroviral com pacientes portadores de HIV/aids, Este trabalho teve como objetivos específicos Identificar possíveis necessidades de intervenção com os profissionais para que as respostas deles melhorem a adesão do paciente ao tratamento e Propor melhorias para melhor solução. Tratou-se de uma Pesquisa descritiva-exploratória, tendo como instrumento uma entrevista semiestruturadas . A amostragem se deu por meio da saturação de conteúdo, e os dados trabalhados pela Analise de Conteúdo de Bardin. Todos os profissionais entrevistados recebem treinamentos para atender as pessoas que vivem com HIV/Aids. Entendendo que a adesão ao tratamento antirretroviral é um dos maiores desafios na atenção às pessoas vivendo com HIV/Aids - PVHA, que tem seus fatores intrínsecos e extrínsecos, não se pode deixar de oferecer uma abordagem multidisciplinar, propõe-se ainda a ampliação da rede de atenção psicossocial no atendimento a PVHA para que tenha um atendimento completo e integral dessas pessoas, tendo como finalidade determinante a melhoria da qualidade de vida. Pode-se concluir que a percepção dos profissionais de saúde sobre adesão e não adesão é multifatorial, mas se mantém em constância independente de área de atuação, tempo de atuação na área e treinamento para desenvolver as atividades voltadas para pacientes que vivem com HIV/Aids, e que o processo de adesão/não-adesão tem fatores extrínsecos e intrínsecos.

From the same authors